Madeira

Para ver o roteiro completo sobre a Ilha da Madeira em pdf, clique aqui: 03_guia_madeira_rm

03_capa

captura de ecrã 2019-01-16, às 15.41.25

Principais pontos de interesse no Funchal:

  • Mercado dos Lavradores;
  • Subir de teleférico até ao Monte;
  • Descer de cesto;
  • Rua de Santa Maria (aqui encontra bons restaurantes);
  • Piscinas na zona do Lido.

dsc01392dsc01411dsc01416dsc01446dsc01467dsc01479dsc01496dsc01498dsc01514dsc01574dsc01605dsc01601dsc01703

No 3º dia, alugámos um carro para poder percorrer a Ilha.

Roteiro nº 1: São VicentePorto Moniz

Sair do Funchal rumo a São Vicente. Os atuais túneis tornam o percurso mais rápido e fácil. São Vicente é uma vila agradável no norte da ilha. As Grutas de São Vicente, descobertas em 1885, são os melhores canais subterrâneos de lava encontrados na Madeira e resultam de uma erupção que ocorreu há cerca de 400,000 anos. As grutas vulcânicas permitem conhecer o interior da ilha e o processo de convulsão vulcânica que a originou.

dsc01774dsc01788

Seguir até ao Seixal. Pelo caminho deparamo-nos com várias cascatas e cenários idílicos, como a Ponta do Poiso/Véu da noiva que se apresentam à sua direita. A Praia do Porto do Seixal é uma pequena praia de areia negra que se formou nos últimos anos junto ao Porto do Seixal. Nesta praia a paisagem é magnífica e podemos vislumbrar a costa norte da ilha.

dsc01804dsc01831

Seguir viagem até Porto Moniz, uma pequena vila na ponta noroeste da ilha. Porto Moniz é conhecida principalmente pelo conjunto de piscinas naturais vulcânicas – um com uma infra-estrutura maior e mais moderna que é paga; e outro mais rústico/natural que não se paga. O Restaurante Cachalote instalado neste segundo complexo de piscinas (não pagas), tem mesas ao ar livre, a poucos metros da água.

dsc01866dsc01878

No regresso pode-se voltar novamente por São Vicente (mais rápido) e parar na Taberna da poncha (Serra d’Água), e beber uma poncha original. Ou pela Ponta do Pargo, uma vila localizada no extremo Sudoeste da Ilha. A paisagem pelo caminho vale a pena o percurso.

dsc02031dsc02033dsc02052dsc02077

Roteiro nº 2: Cabo Girão, Levada das 25 Fontes e Calheta

Cabo Girão, com 589 m de altura é um dos cabos mais altos da Europa e o maior de Portugal, famoso pela sua plataforma suspensa em vidro. Oferece uma vertiginosa vista sobre as fajãs do Rancho e do Cabo Girão, bem como uma vista panorâmica sobre o oceano e os municípios de Câmara de Lobos e do Funchal. 

dsc02161dsc02166dsc02169

A Levada das 25 Fontes é uma das mais populares da Ilha da Madeira. O seu nome faz jus ao número de fontes, ribeiros e pequenas quedas de água que é possível ver ao longo do percurso. Partindo da Calheta em direção às 25 fontes,  há 2 pontos de entrada. O caminho que fizemos contém um túnel (escuro, não esqueça as lanternas!) e revela paisagens maravilhosas.  Distância: 9 Km | Grau de dificuldade: 1 | Duração: 3-4 horas só ida.

dsc02201dsc02264dsc02316dsc02327

De seguida, reponha as energias almoçando e dando um mergulho na praia da Calheta.

dsc02373dsc02378dsc02385

Roteiro nº 3: Santana e Ponta de São Lourenço

Em Santana podemos ver e fotografar as famosas casas que servem de cartão postal à Ilha da Madeira. 

dsc02124dsc02131dsc02135

Ponta de São Lourenço:

De seguida, se o clima permitir, pode-se percorrer a vereda da Ponta de São Lourenço. O caminho é ondulante e está em boas condições, permitindo observar as paisagens de arriba da ponta Este da ilha. Esta península é de origem vulcânica, na sua maioria basáltica. Na linha do horizonte temos a Sul as ilhas Desertas e a Norte as ilhas do Porto Santo. | Distância: 4 km (+ 4 km do regresso) | Dificuldade: 2 | Duração: 2-3 horas

No regresso pode parar no Caniçal. Este é um bom local para apanhar Sol e comer lapas e peixe fresco. Pode também dar um mergulho.

dsc02103dsc02152dsc02156

Roteiro nº 4: Ribeiro Frio e Pico do Areeiro

Seguir para Ribeiro Frio. Nesta localidade encontra-se o Posto Aquícola do Ribeiro Frio, que produz trutas para o repovoamento das linhas de água da Ilha da Madeira. 

Levada dos Balcões: seguir viagem e estacionar junto ao Johns Poncha e ao restaurante Ribeiro Frio. A levada começa 100 metros abaixo, do lado esquerdo. Se possível, combine a caminhada até ao Miradouro dos Balcões com uma passagem pelo restaurante Faísca para comer um dos melhores pregos em bolo de caco da ilha da Madeira. E uma deliciosa sopa de tomate. O restaurante fica a menos de um quilómetro abaixo do início da levada, em Ribeiro Frio. A Levada dos Balcões é provavelmente a mais fácil levada da Madeira e o paraíso dos birdwatchers – curta, plana e não exige qualquer esforço físico. É um passeio tranquilo que segue ao longo da levada da Serra do Faial, onde a água corre continuamente. O caminho é totalmente plano até chegar ao Miradouro dos Balcões. | Distância: 3 km (ida e volta) | Grau de dificuldade: 1 | Duração: 1 hora.

dsc02390dsc02464dsc02473

Seguir para o  Pico do Areeiro, o equivalente à Torre da Serra da Estrela. Com 1818 metros de altitude é o terceiro pico mais alto da ilha, depois do Pico Ruivo (1861 m) e do Pico das Torres (1851 m). Do Pico do Areeiro sai uma vereda de 5,6 km que vai direta ao Pico Ruivo. 

dsc02480dsc02491dsc02497dsc02514dsc02539dsc02542

 

Os comentários estão fechados.