Mochilão pelo Peru, Bolívia e Chile

Um mês, de mochila às costas, a percorrer o Peru, a Bolívia e o Chile.

Para ver o roteiro completo em pdf, clique aqui: Roteiro_mochilão


01_roteiro_mochilãoLima, Peru

O dia nublado é uma característica desta cidade onde raramente chove e o sol pouco aparece. Mas engana-se quem pensa que é uma cidade cinzenta. Lima apresenta-nos uma linda paisagem onde o verde dos jardins sobre as falésias contrasta com o azul do mar, lá em baixo. Lima atrai os interessados em história, os amantes de museus, os colecionadores de artesanato, os apaixonados por praias e os apreciadores de uma boa comida. Dois ou três dias é o tempo ideal para disfrutar da cidade e conhecer os seus principais atrativos.

03_Lima06_Lima14_LimaHuacachina

Situada a 5 horas de Lima, o oásis de Huacachina proporciona-lhe tranquilidade e aventura. Dunas gigantes, uma lagoa rodeada de palmeiras e pequenos hotéis rústicos, caracterizam este local, que atrai muitos viajantes. Caminhadas extenuantes até ao ponto mais alto das dunas para observar a paisagem, passeios de jipe ou descer as dunas em cima de uma prancha são algumas das principais atividades que Huacachina lhe oferece. Não perca o fantástico pôr-do-sol.

18_Huacachina21_Huacachina

Islas Ballestas

Outro dos passeios que se conseguem fazer a partir de Huacachina é o tour às Islas Ballestas que sai de Paracas. Nos dias de hoje, não é possível desembarcar nas ilhas mas os barcos conseguem chegar suficientemente perto para se conseguir apreciar a vida selvagem. Leões-marinhos, pelicanos-peruanos e pinguins são alguns dos animais que aqui habitam. Na ida, os barcos reduzem a velocidade para que os passageiros possam admirar e fotografar o famoso geoglifo El Candelabro.

22_Islas_BallestasArequipa

Situada entre o litoral e o planalto sul do Peru, no meio de vulcões adormecidos como o grande Misti, é conhecida como a Cidade Branca, já que as suas principais construções, principalmente as religiosas foram construídas com pedra vulcânica branca, sillar. Arequipa estende-se desde o deserto costeiro, quase ao nível do mar, até à Cordilheira dos Andes, onde se encontram os vulcões Chachani (6.075 m) e Misti (5.822 m). A sua geografia tão diversa abriga ainda os profundos cânions Cotahuasi e Colca. Dois dias é o tempo ideal para conhecer a cidade e poder visitar alguns vales e cânions. O núcleo central da cidade faz parte do Patrimônio da Humanidade da Unesco desde 2000.

30_Arequipa25_Arequipa36_Arequipa

Vale del Colca

O Cañón del Colca é o segundo cânion mais profundo do mundo. Ao longo do caminho é possível admirar a paisagem repleta de yaretas, uma das poucas plantas que consegue sobreviver nestas condições, e a vida selvagem que aqui prospera como os quatro membros da família sul-americana de camelídeos: a llama, a alpaca, o guanaco e as vicuñas. O passeio passa em alguma aldeias como a de Maca, Sibayo e Chivay e para umas 2h no Mirador de la Cruz del Cóndor. Posteriormente, você pode tomar um banho nas termas de La Calera e admirar as encostas do cânion.

38_Colca

Lago Titicaca

É um dos lagos mais altos do mundo, que parece um mar nas montanhas. Aconselho fazer o passeio de barco que inclui as ilhas de Uros e Taquile.

46_Titicaca43_Titicaca47_Titicaca50_Titicaca

Cusco

A sedutora capital do império inca, onde séculos de história vibram nas suas ruas, praças, vales e povoados, é a mais antiga cidade habitada do continente e a porta de entrada para o Machu Picchu. Aqui a modernidade invade este património histórico criando contrastes como um KFC ou McDonald’s em plena Plaza de Armas. Sob o comando de Pachacútec deu-se a expansão e o crescimento do império inca, 100 anos antes da chegada dos conquistadores espanhóis. Os principais monumentos que se ergueram para honrar as vitórias incas foram Saqsayhuáman, Qorikancha, o templo fortaleza de Ollantaytambo, e talvez Machu Picchu. A existência do Machu Picchu permaneceu em segredo durante muitos anos e a sua criação ainda continua envolta em mistério.

54_Qoricancha57_Ollantaytambo
65_HuanaPichu

69_MachuPichu

63_HuanaPichu67_MachuPichu61_MachuPichu68_Maras70_Cusco

La Paz, Bolívia

A Ciudad de Nuestra Señora de La Paz, conhecida como La Paz situa-se a mais de 3.600 metros de altitude. Aqui a tradição e a modernidade convivem no dia-a-dia. Exemplo disso são os contrastes visíveis nos mercados populares e nos costumes folclóricos. Avenidas apinhadas, ruas íngremes, edíficios governamentais, bairros tradicionais e edifícios ao redor da cidade, erguidos em precipícios compõem a paisagem urbana desta cidade.

05_LaPaz

Tiwanaku

Os vestígios arqueológicos de Tiwanaku, situado a 76km de La Paz, revelam-nos a capital e o centro religioso de um império anterior ao dos incas. A civilização Tiwanaku foi a mais importante cultura pré-incaica do altiplano andino e faz parte do Património da Humanidade da UNESCO.

02_Tiwanaku

Salar de Yuni

Neste terreno agreste e inóspito, a mais de 3.600m acima do nível do mar, prepare-se para a paisagem andina mais surreal, onde os seus olhos se perdem neste imenso mar de sal. Se tiver sorte de o ver com uma fina capa de água sobre o solo branco, vai ver este lugar a transforma-se num espelho gigantesco onde o horizonte se funde com o céu. Mas independentemente da época do ano, o Salar de Yuni, rodeado por montanhas, vulcões e lagoas, é rico em paisagens indescrítiveis.

08_Yuni12_Yuni16_Yuni18_Yuni

San Pedro de Atacama

O Deserto de Atacama fica situado no extremo Norte do país e é considerado o deserto mais seco do mundo. Esta região é tão árida porque está localizada numa faixa subtropical, no Trópico de Capricórnio. As regiões subtropicais são áreas de alta pressão atmosférica, o que dificulta a formação de humidade. Além disso, está cercada pela Cordilheira dos Andes, que por sua vez também impede a passagem da humidade, o que resulta num deserto extremamente seco. San Pedro é uma pequena povoação de terra batida e casas de adobe, que serve de ponto de partida para visitar a beleza natural da região, que vai muito além de um simples deserto.

02_Atacama03_Atacama05_Atacama

07_Atacama

06_Atacama14_Atacama

Santiago do Chile

Santiago do Chile fica no centro do país, localizado num extenso vale e emoldurado pela Cordilheira dos Andes. Esta grande metrópole oferece-nos alta gastronomia, um mercado famoso em frutos do mar, modernos centros culturais, museus elegantes e grandes parques com vistas soberbas. Grande parte das atrações concentram-se nos bairros centrais. O poluído Rio Mapocho atravessa esta cidade plana, onde apenas se destacam os dois morros: Cerro San Cristóbal e o Cerro Santa Lucía.

18_Santiago26_ConchaToro

Valparaíso

Vale a pena visitar Valparaíso, e passear livremente pelas suas ruas íngremes, cheias de belas casas e arte urbana. Diversos ascensores levam-no até aos seus morros. Os morros mais bonitos e artísticos são o Cerro Concepción e Alegre, cheio de casas coloridas do século XIX. Aqui se encontram os melhores cafés e restaurantes da cidade. Vagueando pelas ruas você encontra diversos murais e grafitis espalhados em muros, fachadas, portas, etc. A arte de rua ganhou fama!

21_Valparaíso

 

 

2 pensamentos sobre “Mochilão pelo Peru, Bolívia e Chile

  1. Maravilha!!!! Deu pra relembrar alguns dos lugares q consegui conhecer tb!!! bom demais!! Só não vi informações sobre Macchu Picchu – apesar da foto. ( q tal identificar o local das fotos c legenda?) bjuuuuuuuu

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s